Em 2014 eu perdi.

Perdi a cabeça, a paciência e o senso de humor. (muitas vezes)
Perdi horas, minutos e segundos preciosos.
Perdi um pouco do medo de perder.
Perdi a chave do apê na praia, em plena madrugada.
Perdi meu avô.

Em 2014 eu perdi inimagináveis 27 kg.

É amigos, a vida é um eterno perde e ganha. E se 2015 for um ano tão do caralho quanto 2014, quero continuar disposto a perder mais coisas. Porque assim, a gente dá ainda mais valor para o que se ganha.

Se não der valor?
Perdeu.

Feliz 2015.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s